Início » Notícias

PASTEURIZAÇÃO

A cerveja modernizou-se graças à Pasteur




Há consenso que a prática da cervejaria teve origem na Mesopotâmia, há aproximadamente 4 mil anos. Na Idade Média, os monastérios assumiram a fabricação da cerveja e um dos primeiros foi nos alpes da Germânia. Durante o século XVII, apareceram muitos tipos diferentes de cervejas, sendo que cada variedade era definida pelos diversos ingredientes que se utilizavam, bem como pela qualidade da água presente na sua elaboração. Cada aldeia, vila e cidade tinha a sua própria produção já que não existiam formas de preservar as propriedades naturais da cerveja.

Somente em 1876 esta situação mudou. Os estudos de Louis Pasteur sobre o fermento e os microrganismos possibilitaram o início da preservação dos alimentos devido ao método da pasteurização.

O notável cientista francês convenceu os produtores a utilizarem culturas selecionadas de leveduras para fermentação do mosto, para manter uma padronização na qualidade da cerveja e impedir a formação de fermentação acética. Pasteur descobriu que eram os microrganismos os responsáveis pela deterioração. Graças a esse princípio fundamental, limpeza e higiene tornaram-se nos mais altos mandamentos da cervejaria.